domingo, 29 de agosto de 2010

Rio do Sul vence jogão e fica com a taça

Em uma partida que teve de tudo, inclusive três viradas, a equipe de futsal da Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul/Unidavi/Back/Stalfabrick venceu Videira por 4 a 3 e ganhou o título do turno da Primeira Divisão. O jogo contou com um excelente público na noite de sábado (28), no Ginásio do SESI.

Com o triunfo, os riossulenses garantiram vaga no quadrangular final da competição. Os gols de Rio do Sul foram marcados por Café (2), Éder e Fabão. Já os videirenses anotaram com Fuskinha, Neguinho e Cris. No estadual, o time volta a quadra nesta próxima quarta-feira (1º de setembro), para enfrentar Saudades, no Artenir Werner, pela primeira rodada do returno.

Como já garantiu a classificação para a fase final, os riossulenses voltam às atenções para os Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), que começa dia 10 de setembro, em Brusque. O futsal não participava desta competição há 11 anos e a vaga foi garantida com o título da etapa regional em agosto.

O jogo:

O início de partida foi tenso. Os dois times não se arriscaram no ataque. Os videirenses esperavam na defesa e apenas jogavam nos contra ataques. Com os riossulenses nervosos e errando passes a tática deu certo. Em cerca de 10 minutos os visitantes criaram ótimas oportunidades, que não foram aproveitadas. Já Rio do Sul criou uma chance, após linda jogada de Café, que quase marcou um gol de placa.

Só que aos 16:26s, a rede balançou pela primeira vez. Após cobrança de falta ensaiada dos mandantes, próxima à área adversária, o goleiro Léo chutou e a bola parou nos pés de Fuskinha. O jogador acertou um lindo chute de esquerda e colocou Videira na frente do placar. Com o gol, a torcida organizada “Força Jovem”, que compareceu em peso, foi à loucura.

A festa não durou muito. Um minuto depois, o ala Café, um dos melhores jogadores da partida, aproveitou um bate e rebate após escanteio e empatou o duelo. O resultado não se modificou até o fim do tempo inicial. Ao sair para o vestiário, o público aplaudiu os riossulenses como forma de reconhecimento pela dedicação na primeira etapa.

2° tempo:

E o incentivo fez os donos da casa voltarem mais ligados na segunda etapa. Melhores chances foram criadas, só que todas esbarravam nas defesas do goleiro Maizena. Aos 9 minutos, o arqueiro videirense não conseguiu parar o ataque do Alto Vale. Após uma rápida jogada, o ala Éder partiu sozinho da defesa e acertou um lindo chute e a bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

Com a desvantagem no placar, o time de Videira partiu para cima. Menos de dois minutos depois, Neguinho empatou em um chute rasteiro. O time riossulense sentiu o gol e em uma lance polêmico, em que a torcida pediu falta em Joan, Cris marcou o terceiro dos visitantes.

Com o 3 a 2, o time do Meio-Oeste estava com uma mão na taça. Os riossulenses precisavam empatar para levar o confronto para a prorrogação ou virar para ficar com o título do turno. Porém, tudo parecia jogar contra. Um início de confusão na arquibancada fez o jogo ser paralisado duas vezes. Rapidamente as situações foram controladas pela polícia.

O nervosismo era evidente. A torcida, em um raro momento, ficou em silêncio. Parte dos torcedores não acreditava na recuperação. Ainda mais depois de o técnico Xande chamar Rafa Vignoli e colocar o goleiro linha. Mas, a tática arriscada do comandante riossulense deu certo em menos de 60 segundos. A primeira troca de passes quase resultou em gol. Na segunda, aos 18:27s, não teve jeito. Café acertou um chute de fora da área e fez o Ginásio ferver.

O empate em 3 a 3, levava o duelo para o tempo extra. A equipe visitante pareceu não querer jogar a prorrogação e partiu para cima. Em uma das tentativas, o goleiro Maizena foi pressionado e deixou a bola nos pés de Fabão. Sozinho o pivô colocou para o fundo das redes e fechou o placar.

Na quadra:

video